O “veto” e a “pressão” que o ex-prefeito ACM Neto está fazendo para que o deputado federal, João Roma (Republicanos), não assuma o comando do ministério da Cidadania já causa desconforto no próprio DEM.

Pelo menos três lideranças ouvidas pelo blog, sob pedido de anonimato, confirmaram que a posição do ex-prefeito de Salvador não tem o apoio do partido.

Eles citam que jamais João Roma pode ser pichado como “traidor”, porque além de ter “luz própria”, o deputado sempre foi fiel aliado de ACM Neto. “O ex-prefeito está confundindo as coisas por uma questão pessoal com Rodrigo Maia e escolheu o deputado para ser o Cristo. É um comportamento egoísta e sem o menor sentido”, disse um interlocutor.

Foi lembrado ainda que foi o próprio ACM Neto quem pediu para o deputado ir para os Republicanos para disputar seu primeiro mandato de deputado federal.

Habilidoso, João Roma, não nega que deve sua carreira política ao presidente nacional do DEM, mas também não se pode negar, de acordo com o mesmo interlocutor, que o deputado ganhou prestígio e força pelo seu trabalho e pela lealdade que tem ao seu partido.

Com informações do blog Ricardo Antunes 
e de Elane Leão