Projeto Transversalidades é o 3º lugar no México e o 1º no Brasil.

A Pergunta Fixar, editora brasiliense, apresentará seus projetos editoriais no Painel Mulher, Ciência e Tecnologia no Congresso Internacional Ibero-americano de Agendas Locais de Gênero no dia 1º de outubro.

Por sua atuação com foco na mulher, a Pergunta Fixar ganhou o Prêmio Internacional União Ibero-América de Municipalistas, do Governo de Colima, México – prêmio inédito para uma editora brasileira.

A Pergunta Fixar também recebeu o Prêmio WEPs e de Equidade de Gênero da Secretaria de Cultura. Seu foco é atuação na defesa de direitos por meio da literatura e projetos sociais.

Últimos posts por Fernanda Caixeta | Casa da Redação (exibir todos)