As atividades auxiliam a inteligência emocional, autoconhecimento e autocontrole

A educação tem se adaptado a novas metodologias, principalmente para atender as demandas da criança do século XXI. Entre as diversas tendências, as práticas holísticas, como a yoga e a meditação. De acordo com educadores, os benefícios são inúmeros e ambas ajudam na concentração e até no desenvolvimento da capacidade cognitiva. 

Para a mestre em educação Alessandra Campos, diretora da escola Ideaah, tanto a yoga, quanto a meditação trabalham aspectos importantes, como ansiedade, respiração e relaxamento metal. “As práticas holísticas permitem que as crianças desenvolvam o autoconhecimento, a resiliência e, inclusive, a harmonia entre o corpo e a mente”, afirma  a especialista.  

Alessandra ainda explica que a yoga, por exemplo, envolve movimentos que auxiliam no conhecimento de potencialidades corporais. Entre elas, resistência, força e flexibilidade. Assim como na meditação, a pratica milenar também envolve o controle das emoções, concentração e até a criatividade “As duas atividades melhoram a ansiedade, o sono, combatem o estresse e minimizam transtornos psicológicos”, diz.  

A especialista em educação infantil ainda completa que, quando a criança consegue concentrar, ela melhora todo o estado emocional, assim aperfeiçoa as suas relações com os coleguinhas e familiares. Isso ajuda muito no desenvolvimento e na rotina escolar. 

Alessandra conta que a prática pode ser realizada por crianças a partir dos dois anos. “Em um primeiro momento, ela não vai ficar 10 minutos concentrada na atividade, isso acontece de acordo com maturidade emocional de cada uma. Mas, aos poucos, as crianças vão ficando mais atentas”, finaliza.