Laboratório americano lançou, semana passada, a lente AcrySof IQ Vivity no mercado brasileiro

Na última quinta-feira (15), foi lançada no Brasil uma nova lente intraocular multifocal para catarata que traz evolução na qualidade da visão de longe, perto e intermediária. Produzida pelo laboratório americano Alcon, uma das principais vantagens da lente AcrySof IQ Vivity é que ela não divide a luz, consequentemente não tem perda de contraste, o que garante excelente acuidade visual.

O oftalmologista Francisco Porfírio, especialista em cirurgia de catarata e refrativa e presidente da Sociedade Brasiliense de Oftalmologia (SBrO), já realizou o implante de 30 lentes Vivity. “Os resultados foram supreendentes. Por utilizar 100% da energia luminosa e tecnologia x-wave, esta nova lente substitui o cristalino danificado e corrige a presbiopia oferecendo alta qualidade para a visão à distância e intermédia, e uma visão funcional de perto”, explica o médico.

Aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a lente é indicada para pacientes com catarata que desejam restabelecer a acuidade visual e se ver livres dos óculos. Cerca de 94% dos pacientes que utilizam a lente se tornam totalmente independentes dos óculos e os demais reduzem substancialmente a dependência do objeto. É contraindicada para portadores de algumas doenças, como Degeneração Macular Relacionada à Idade em estágio avançado, ou por intercorrências no pré-operatório.

Pode ser implantada em um ou nos dois olhos. “Há casos em que eu coloco a lente nos dois olhos e outros em que eu coloco somente em um e no outro uma lente específica para a visão de perto. A escolha depende do diagnóstico do paciente”, esclarece Porfírio, que já realizou quase 40 mil cirurgias de catarata.

Outra vantagem da Vivity é a excelente visão noturna. Além disso, pode ser utilizada em alguns casos de catarata congênita em crianças acima de seis anos de idade.

O procedimento é feito com anestesia local, não causa dor e dura em média dez minutos. O paciente tem alta cerca de 30 minutos depois e o pós-operatório é tranquilo, com rápida recuperação.

Catarata no Brasil

A catarata responde por 49% dos casos de cegueira no Brasil, segundo o último censo do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), realizado em 2019. É caracterizada pela perda de transparência do cristalino, lente natural cuja função é propiciar o foco da visão em diferentes distâncias. O único tratamento é cirúrgico, no entanto, o procedimento é um dos mais seguros e eficazes da atualidade.

O tipo mais comum é a catarata senil, ou seja, o envelhecimento natural do cristalino ao longo da vida. Há ainda a catarata congênita, na qual o bebê já nasce com a patologia (forma mais rara) e causas secundárias como o uso crônico de corticoide, diabetes, uveítes (inflamação intraocular), doenças metabólicas, traumas e exposição excessiva à radiação ultravioleta.

Mais informações:
Camila Cortez
Suprema Comunicação Integrada
61 98133-2020/ 4141-7045

Últimos posts por Janaina Scartazzini | Colunista de Variedades (exibir todos)