Sem contato físico, os brasilienses poderão curtir o repertório de dentro de casa

Criado com o intuito de reforçar a importância do isolamento social, o projeto Música em Casa já tem data marcada para as próximas apresentações. Depois de levar dezenas de pessoas a sacadas e janelas dos prédios na cidade de Águas Claras, o cantor Meolly e colaboradores da iniciativa se apresentam no sábado, dia 25, a partir das 17h na região no Guará e, no domingo (26), em Águas Claras, também às 17h.

Além das performances, doações serão arrecadadas e destinados às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Serão arrecadados alimentos não perecíveis e itens de higiene, que serão destinados para instituições e abrigos do DF. A agenda semanal será atualizada no instagram do cantor que compõe o Bloco Eduardo e Mônica (@meolly). 

Para Meolly, um dos idealizadores do Música em Casa, os shows foram uma maneira de reduzir o estresse dos moradores que estão ociosos em casa, além de entreter. ”Foi muito bacana ver as pessoas empolgadas com nosso som, o feedback foi positivo e isso nos deu mais ânimo para continuar. Esse é um momento delicado, essa luta contra o novo coronavírus requer solidariedade e é isso que queremos levar para essas famílias” completa.

A música ainda é vista como aliada do bem-estar e relaxamento. Pesquisadores da organização britânica Mindlab, constaram durante uma experiência musical, que 65% dos voluntários que participaram, apresentaram considerável redução do nível de ansiedade.

Apoio aos músicos locais

Com o comércio praticamente fechado, artistas que vivem da música estão desempregados, devido ao cancelamento de projetos culturais, bares e restaurantes. Assim, o Música em Casa vem para apoiar a classe de artistas locais. As apresentações vão acontecer em condomínios residenciais de Águas Claras, Sudoeste, Cruzeiro, Guará, Ceilândia e outras cidades compatíveis com o formato.

“Além de ajudar os colegas músicos neste momento, queremos levar aos pais, filhos e principalmente aos idosos momentos de lazer e relaxamento com um repertório para a família inteira. A ideia é que fiquem em casa, melhor ainda, ouvindo uma boa música”, conclui Meolly.