Um coletivo de escritores gravou vídeos falando sobre suas carreiras, processos de criação, publicação e exercícios para a construção de textos. Selecionado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa e com auxílio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal, o projeto tem o propósito de incluir pela acessibilidade, identificando talentos. Com a participação de José Carlos Vieira, Aguinaldo Tadeu, Karla Calasans, Fernanda Carvalho, Ana Maria Freitas Coelho, Andrey do Amaral e Beatriz Schwab, fomentamos o hábito da leitura e difundimos a cidadania. A Mostra de Literatura tem ainda a participação muito especial de um escritor cego de nascença: o professor António Leitão, que orienta seus pares com deficiência visual nos caminhos da criação literária.

Em todos os vídeos há exercícios propostos de 2 a 4 horas/aula para formação de aspirantes a escritores. O público-alvo da orientação são os frequentadores da Biblioteca Braille Dorina Nowill de Taguatinga e pessoas com deficiência visual. Mas as dicas servem para qualquer escritor iniciante. A aplicação do projeto seriam oficinas presenciais, canceladas por causa da pandemia do Novo Coronavírus. Transformada em online, ampliamos o público e o alcance do projeto. Em todas as oito edições presenciais da Mostra de Literatura mais de trinta mil pessoas foram alcançadas em Brasília e demais Regiões Administrativas, e agora o projeto conquista o internauta e ultrapassa as fronteiras do Distrito Federal.

Os vídeos estão disponíveis no canal da Mostra de Literatura e podem ser acessados gratuitamente no YouTube ou no blog do curador: http://andreydoamaral.blogspot.com/ e https://www.youtube.com/channel/UCa3BBCyN7ByVmfI8fw86qXA