Após mais de 1 mês com meu bebê, posso dizer que encarar a vida pode até não está sendo tão fácil como antes, mas tem sido especial como nunca. A sensação de se sentir completa, torna tudo mais leve.

 Mas não se engane, assumo que minha leveza não está associada só a um lindo sentimento, mas muito apoio que não posso deixar de reconhecer, agradecer e sempre que puder, retribuir.  

Cada pessoa encara a maternidade de uma forma, a minha foi natural e que deve ser mínima para todas: assumir a responsabilidade. Compromisso esse que apesar de óbvio, não é fácil! Afinal, a real responsabilidade não é só um título, é ação. Amamentação correta, troca de fraldas, banho, higiene, consultas, roupas, atenção, sem falar de toda a estrutura que toda criança precisa e merece.

Bom, apesar de ter que assumir juntamente com o pai da criança todos esses aspectos, sem os familiares, amigos e colegas praticamente metade dessa demanda poderia estar falha. Isso por que no atual momento estamos seguros, com conforto e atenção na casa dos meus pais e usufruindo não só do espaço, mas de todo o apoio de cuidados com o bebê. Ganhamos de pessoas queridas praticamente tudo: fraldas, roupas, itens de higiene.

Concluindo, além de responsabilidade minha forma de encarar a vida após a maternidade é com muita gratidão! Seja a todos que deram e estão dando apoio, seja pelo meu filho que tem me tornado um ser humano que encara a vida cada vez melhor e feliz.  

Últimos posts por Janaina Scartazzini | Colunista de Variedades (exibir todos)